Projeto Infância Em Movimento

Parceria entre o profissional da Educação e nós, Fisioterapeutas, para treinarmos o olhar deste profissional pensando em adotar medidas preventivas e reabilitativas precocemente, quando o desenvolvimento harmonioso da criança não é atingido

A Primeira Infância e o Desenvolvimento
É o período de 0 a 6 anos, é a base para todas as aprendizagens humanas.
Neste estágio o sistema neural se estrutura e a criança adquire parte de sua independência e individualidade através das experimentações e coordenação das ações sensório-motoras

Importância do Brincar
Através do brincar desenvolve a imaginação, estimulando a atividade motora, intelectual, linguística e, também, a social, sendo um meio de aprender e, assim, de desenvolver o seu potencial.

Detecção e Prevenção das Alterações no Desenvolvimento
Detectar crianças que não apresentem desenvolvimento harmonioso permite a previsão das necessidades de intervenção, diminuindo os efeitos secundários, quer no aspecto social, físico, emocional, social e educacional.

Conhecimento e Atuação do Facilitador na Prevenção Primária
O papel do facilitador é o de evocar a interação da criança a partir de recursos adequados, na formulação de perguntas, na organização de ideias, bem como no enriquecimento dos materiais e ambientes.

Prevenção Primária
Um profissional apto na detecção das defasagens proporciona uma prevenção primária.

Prevenção Secundária
A prevenção secundária é aquela em que profissionais ligados ao desenvolvimento infantil (fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo e psicopedagogo) atuam de forma indireta na escola.
Os profissionais especializado em desenvolvimento infantil atuam de forma específica e direcionada sobre as diferentes atividades em ambiente escolar, seja na escolha destas atividades ou na orientação quanto a formas diferenciadas de execução.

Prevenção Terciária
Através de visitas regulares ao profissional em desenvolvimento infantil e a parceria direta entre este e a escola, de forma a dar sentido a propostas terapêuticas e educacionais ampliam-se as capacidades e aumentam-se as habilidades das crianças.

Porque Realizar o Projeto?
A abordagem terapêutica que encontra eco na abordagem educacional tem a finalidade de reverter ou diminuir danos que possam surgir.
O modelo de parceria apresentado e representado pelo conjunto de ações e medidas de apoio integrado centrado na criança, na família e no ambiente escolar, inclui ações de natureza preventiva e reabilitativa

Como Funciona?
O que permite que o profissional da Educação atuante como facilitador esteja apto a desenvolver tais propostas de forma eficaz são as informações que ele recebe de maneira direta da equipe multidisciplinar, do coaching desta equipe em casos mais específicos e posterior abordagem direta dos profissionais, caso se faça necessário, em associação com as táticas conjuntas empregadas na escola.

O Que Fazemos?
Este projeto tem como ponto de ação encontros agendados periodicamente.
Inicialmente com o objetivo de “treino de olhar” e a formação de facilitador.
Esta fase torna-se mais eficiente se realizada antes do ano letivo.

Especificidades:
Este trabalho, através da abordagem conjunta permitirá que a criança, a família e os educadores mantenham-se incentivados a quebrar as barreiras e persistir em alcançar condições adequadas que as leve até as conquistas possíveis.
A proposta não procura “expor” a criança a uma série de atividades, mas sim, ao contrário, fazer com que esta as crie e construa e através da modificação substancial no papel do professor, que passa a ser um também facilitador de experiências.



Av. N. S. Copacabana, 1018 | Salas 1103 e 1104 - Copacabana - RJ
Tel: (21) 2513-3167 | 98499-1301
contato@espacoemmovimento.com.br